terça-feira, janeiro 06, 2009

Persistir e avançar

Em política o desespero é uma estupidez, dizia o velho Charles Maurras. Sabia ele que de um momento para o outro tudo o que parece adquirido pode vir a estar de novo em causa, tudo o que parece estável pode desmoronar-se.
Porque em política o desespero é uma estupidez, o segredo de quem quer vencer é permanecer, insistir, nunca abandonar a luta. A vitória há-de sorrir ao que ficar quando o adversário se cansar.
Não há portanto um momento a perder por parte de quem pretenda marcar posição nesses momentos chave que se aproximam rapidamente. Não há lugar a compassos de espera, a interrupções, a adiamentos. Quem quiser ficar e insistir tem que redobrar já o esforço de organização e de preparação. As batalhas de amanhã têm que travar-se a partir de hoje.

3 Comments:

At 7:18 da tarde, Blogger Lory Boy said...

Caro Manuel

sem querer importuna-lo, mas como pensei ser do seu agrado, venho só comunicar-lhe que pode encontrar na Universidade Lusíada em Lisboa, até dia 17 deste mês, uma exposição evocativa de Joaquim Paço d'Arcos

Um Abraço

 
At 11:34 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Eu diria, com todo o respeito, que as batalhas de amanhã deveriam ter começado a travar-se ontem. A jogada por antecipação - muitíssima antecipação - relativamente ao inimigo (que aqui é bastante mais do que mero adversário) é de crucial importância e meio caminho andado para a vitória. É esse o processo com o qual ele tem vencido as batalhas. O que não quer dizer que vença guerras.
Ajuizadíssimo este seu aviso à navegação. Assim esta o oiça. E Deus nos ajude.
Maria

 
At 1:03 da tarde, Blogger Vítor Ramalho said...

Saber que não existem atalhos para o destino. E que em hipótese alguma, haverá vitória sem luta, e não haverá luta sem adversários.


A derrota, para o guerreiro, nada mais é que o adiamento da inevitável vitória. O Guerreiro é, por natureza própria, perseverante. Pensa em desistir mas não desiste, pensa em fugir mas não foge, pensa em vingança mas não vinga. Se sente medo, nao o deixa domina-lo, tampouco deixa invadi-lo, o conhece apenas para evita-lo.


Assim, através do autodomínio, alcança a plenitude do não-pensamento, onde o Tudo se torna Vazio, e o guerreiro se torna um com esse vazio, restando apenas o infinito Amor.


Alcançou seu objetivo, se tornou um com seu caminho. E deste ponto em diante, do alto de seu Satori, sabe que nada é impossível. Não há e nem haverá de existir barreiras insuperáveis, inimigos invencíveis, ou caminhos que não possam ser percorridos. E também sabe que, quando se quer alguma coisa, o universo inteiro conspira a seu favor.

Fazendo a vida valer a pena, tentando sempre, desistindo jamais. Tornando o sonho verdade, o erro em acerto, a barreira em passagem, o desespero em solução. Verdadeiro, simples, decidido e objetivo. Compreende a todos, mesmo sabendo que é incompreendido. Com coragem, através da honra, e pelo Amor, sempre!

 

Enviar um comentário

<< Home