terça-feira, maio 19, 2009

Disto já havia de sobra

O candidato do PSD às europeias, Paulo Rangel, trouxe-me irresistivelmente à memória o célebre princípio de Peter. É verdade, eu considerava-o razoavelmente competente para os lugares onde até agora tinha aparecido...
Os últimos dias têm trazido ao de cima a inconsistência, ou a verdadeira consistência, da personalidade em causa. Foi primeiro o desastrado cartaz de campanha onde apela aos piores vícios do assistencialismo arreigado nos hábitos lusos (uns bloguistas mais letrados explicaram que aquele programa "os fundos é que nos salvam" é keynesianismo aplicado, provavelmente para atazanar os liberais). Como se isso não bastasse para desorientar as hostes, o candidato descobriu agora que é um federalista convicto e como ele só há mesmo o dr. Soares (já se felicitaram um ao outro, o que mais uma vez confirma que les bons esprits se rencontrent).
O que eu descubro nisto tudo é uma ânsia notória de se situar e ser aceite rapidamente no círculo mais restrito da nomenklatura do regime, denotando uma formatação mental que eu desconhecia no jovem.
A mesma observação faço quanto às vulgaridades sobre a orientação da Igreja Católica (Rangel diz-se católico progressista, e como se sabe não há católico progressista que não se sinta com vocação para Papa). Adianta Rangel (oh surpresa!) que a Igreja deve evoluir quanto às questões da moral sexual, tem que repensar o problema da não orientação das mulheres, tem que tornar-se mais aberta e tolerante em relação à homossexualidade, tem que repensar o celibato sacerdotal e mais não sei o quê... (Enfim, em síntese, em matéria de costumes é um liberal, disse ele). Tudo revelações do mais alto calibre intelectual, e de profunda originalidade.
O que lhe vale é que o povo PPD é parecido com o do Benfica, é desse clube porque sim e não muda haja o que houver. Quando não, parece-me que já não havia ninguém contente com as descobertas recentes.
Pela minha parte, o Diabo que o carregue, mais o seu federalismo, o seu keynesianismo q. b., e o seu liberalismo de conveniência, o seu progressismo de vulgata chic intelectualóide e burguesa.
Disto já havia muito por aí à solta.

3 Comments:

At 5:49 da tarde, Blogger a voz said...

«Benfica, é desse clube porque sim e não muda haja o que houver»

Caro manuel Azinhal
Pode crer!
Cumprimentos.

 
At 9:41 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Sinceramente eu não estava a acreditar no que estava a ler! Mas será possível que Rangel, que toda a gente afirmava ser um desperdício candidatar-se ao Parlamento Europeu dada a sua honestidade política, o seu valor como tribuno e a sua positiva contribuição frente ao governo na Assembleia, tenha repentinamente adoptado tão inacreditável postura?!? Repito, será isto possível?!
Bem, as desilusões nesta "democracia" já são tantas e de tal monta que francamente já não desiludem ninguém.
Já só falta o excelente político Nuno Melo, cuja ida para o P.E., além de altamente suspeita (afastar ràpidamente alguém que está a desempenhar um importantíssimo papel tanto na A.R. como na Comissão de Inquérito) é um erro clamoroso, dar uma reviravolta de 360 graus no discurso político, do género da que acabou de dar Rangel, para ficar totalmente a nu aquilo que os portugueses sabem de há muito, mas que, apesar de tudo, ainda conservavam a vaga esperança de excepcionalmente não ter contaminado alguns poucos políticos aparentemente à prova de chantagem ou suborno: todos fazem parte da seita secreta que governa criminosamente o país em circuito fechado.
Os que se dizem da oposição e vituperam os partidos e os políticos que periòdicamente se lhes opõem, não passam de mentirosos, hipócritas e falsários altamente perigosos, que mais não são do que os fiéis continuadores dos criminosos a quem desgraçadamente entregámos o país vai para 4 décadas.

Este Rangel afinal aparentava uma coisa e era outra. Eis porque era tão agressivo nos ataques à oposição e ao governo and always got away with it.

Iremos com o tempo apanhar mais surpresas e porventura muito mais chocantes. Se é que algo nos pode ainda chocar.
Maria

 
At 2:42 da manhã, Anonymous FilipeBS said...

Se há desilusão é porque houve ilusão. E ainda há quem se iluda com quem gravita em torno do PSD?

Cá para mim esse Rangel é mais um maçon.

 

Enviar um comentário

<< Home